Carta para uma amiga grávida

ca-bebes-cronograma-gravidas-conte-amigas-d-732x412

Amiga, ao longo desses últimos meses, você já deve ter se dado conta do quanto a aventura da maternidade exige de nós mulheres. Enjoos, noites mal dormidas, dores na costas, ansiedade, insegurança, medo e todas as limitações que uma gravidez nos impõe. Posso apostar que em algum momento tudo isso te fez refletir sobre o quanto é difícil ser mãe, o quanto nos sacrificamos por um filho. Continuar lendo

Anúncios

Carta do rescém-nascido ao pai

n-GRAVIDEZ-PARTO-PAI-E-ME-large570

Recebi uma mensagem por e-mail que me encaminhou uma linda carta do recém-nascido ao papai. Fiquei tão encantada com a sinceridade de suas palavras e, ao mesmo tempo, com a suavidade do apelo da mãe. Sim, porque, na verdade, se trata de um apelo da mãe ao pai, para que ele lhe forneça todo o amor, carinho, apoio e força de que precisa para superar as dificuldades iniciais. Continuar lendo

A participação do pai na educação e cuidados com o filho – um novo modelo de família

pai-e-filho-e1450378732685

Hoje trago uma postagem que preparei para o Instituto Mãe e que foi publicada em 24 de maio, lá no blog do instituto. Quem não viu, terá a oportunidade de conferir tudo por aqui. Boa leitura!!!

Na semana passada vivi um momento emocionante. Ouvi, pela primeira vez, uma frase completa da minha filha. Aconteceu quando fui buscá-la na escola. Assim que nos encontramos, ela olhou pra mim e falou: “Mamãe, cadê o papai?” É claro que aquilo derreteu meu coração. Primeiro, porque percebi o quanto a pequena estava evoluindo rápido – até então só falava frases incompletas como: carro mamãe (carro da mamãe); papai miindo (papai está dormindo), coisas desse tipo – mas também, porque percebi que o elo de amor entre ela e o pai já era tão forte quanto o que existia entre nós duas. Continuar lendo

Por que as mulheres temem a maternidade?

IMG_4748

Amanhã é um dia especial, aquele em que comemoramos a existência da pessoa mais importante de nossas vidas: a nossa mãe. Em razão disso, pensei em escrever um post igualmente especial e, de repente, me veio da mente um assunto sobre o qual tenho refletido muito desde que me tornei mãe.

De verdade, não vou aqui falar sobre as maravilhas da maternidade, nem me derramar em belas palavras sobre a importância desse ser supremo que é a mãe. Hoje quero falar exatamente do contrário, do medo que tem afastado tantas mulheres dessa experiência. Continuar lendo

Por que ter filhos?

size_960_16_9_bebe_recem_nascido_crianca_fralda

Em meio a essa onda de desestímulos à maternidade/paternidade que temos visto por aí, me deparei hoje cedo com um texto tão lindo em defesa da decisão de ter filhos, que decidi publicar aqui no blog, mesmo sendo de uma autora que não conheço.

Hoje não vou falar muito, porque o texto em si já diz tudo o que eu gostaria de transmitir aos meus leitores.

Então, fiquem com essas palavras tão sensatas e emocionantes, que para mim serviram como um desabafo em defesa da maternidade/paternidade e das famílias. Continuar lendo

O que mudou com a chegada do meu bebê.

 

image (6)

Muito se ouve dizer que após a maternidade a vida da mulher se transforma, que a própria mulher se transforma. E isso não é só mais um clichê. Pode acreditar que, inevitavelmente, muita coisa muda. Algumas para melhor, outras ficam bem piores, mas o saldo é sempre positivo. Continuar lendo

Quando nasce uma mãe?

_MG_1945

Quem de nós nunca ouviu a expressão: “quando nasce um bebê, nasce também uma mãe”?
Acredito que a maioria de nós mulheres já teve a oportunidade de ouvi-la. Mas será que somente após a chegada do bebê nos tornamos, verdadeiramente, mães?
Creio que não. Pelo menos, não foi assim comigo. Continuar lendo